Home Dicas para Aprender Francês Dicas De Francês #016 O que é o Sotaque na Língua Francesa

Dicas De Francês #016 O que é o Sotaque na Língua Francesa

3415
4
SHARE

Dicas De Francês #016 O que é o Sotaque na Língua Francesa

Dicas De Francês #016 O que é o Sotaque na Língua Francesa

Bonjour ici c’est Luciano du Blog eufalofrances.com.br e nesse vídeo eu estou aqui para te falar sobre accent. O que é accent? É o sotaque. E onde que ele é bem-vindo e onde que… como que ele é usado, eu vou te falar sobre isso agora.

OK, sotaque. No Brasil tem vários sotaques, tem vários Estados. Onde se fala francês, nos países que se fala francês também não é diferente, tem um sotaque diferente, é diferente da França com Quebec, diferente da França com Genebra, com a Suíça. A Suíça se fala mais lento. Então até os franceses quando ouvem alguém que é de Genebra falando, eles falam assim, “ah, (inint) genovais” ou seja, você tem um “accent genovais”. O que isso quer dizer? Isso quer dizer que tem…

Você fala mais lento, porque a forma do francês de Genebra falar é mais lento. O francês de Paris, ele é bem mais rápido, então… ou seja… e com isso veio também as pessoas que não são francofones, o meu caso, que tem uma particularidade, um jeito de falar diferente.

O problema que eu encontrei em vários alunos brasileiros, vários alunos portugueses, alunos sul-americanos, foi que eles têm vergonha de falar. Por que tem vergonha de falar? Principalmente quando estão perto de pessoas do mesmo país, porque são muito críticos.

O brasileiro, ele é muito crítico. Então eu sempre falo, oh, se alguém criticar, deixa para lá, passa por cima, ignora. Se você ignorar, você melhora. Você já deve ter passado por isso ou já deve ter visto alguém, principalmente no Brasil, de falar assim, “não, eu falo francês, eu falo inglês, eu falo japonês” e alguém começar a falar, aí você vê outra pessoa criticando, “ah, esse inglês seu aí é do Paraguai”, ou “esse francês seu aí você aprendeu foi… aonde foi? Foi pelo… por algum jeito aí, fita cassete?”.

Então, ou seja, tem muita crítica e muitas delas… quando fala crítica, muitas delas já são para… não menosprezar, mas para deixar a pessoa mais tímida, mais acanhada de falar, com isso gera um bloqueio. Foi feito um estudo na universidade aqui em Genebra e esse estudo fala que o accent, ele faz parte já da língua francesa e de outros idiomas.

Ou seja, quando você ouve um espanhol falando português, você vai ver aquilo e a tendência do brasileiro é criticar, falar, “nossa, que português arrastado, olha só, o gringo”, já começa a chamar de gringo.

Na verdade, não é isso. Por exemplo, eu vou falar aqui um francês, que eu gosto muito de brincar com meu filho, que meu filho, ele não é francofone, mas é como se fosse, porque ele veio para cá muito novo e fez os estudos dele aqui em Genebra, e a gente brinca às vezes com o acento, com o sotaque de português já… não velhos, mas bem a fase adulta, ou italianos que falam o francês depois de adulto, já, então eles têm um pouquinho de dificuldade de falar esse R que vem da garganta e eles falam o R sempre que vem na… da língua.

Então a gente fala muito, por exemplo… eu vou falar aqui que eu estacionei o meu carro na garagem, com acento, com um pouquinho… parecido com do italiano, que a gente brinca, ou do português de adulto, não é, “(inint)”. Deu para você sentir? Isso faz parte, isso é bonito, é gostoso, porque faz parte da língua francesa, faz parte dos idiomas. Então eu posso falar dentro do… agora eu vou falar do meu jeito, que eu falo, no accent, que eu posso falar para você que “(inint)”.

Esse é um acento meu, você pode sentir que eu não sou francofone, então eu faço esforços para sempre estar melhorando e eu sempre estou melhorando alguma coisinha, ouvindo, claro, francês original. E esses são acentos, então são sotaques.

E os sotaques fazem parte. Então não critique as pessoas. Tem muita gente que fala muito bem o francês e tem o sotaque, sempre vai ter. Ou porque aprendeu já quando era adulto, ou porque tem, realmente, dificuldade, tipo, os árabes têm muita dificuldade para falar, os orientais também têm muita dificuldade para aprender por causa, justamente, do R e algumas particularidades da língua francesa.

Então se um dia você ouvir alguém, ou se você ouvir alguém criticar, ou se você ouvir alguém falando com accent, isso é bonito, isso faz parte da cultura francesa, faz parte do idioma e isso também já foi estudado, que faz parte de um todo do glamour da língua francesa.

É isso que eu queria falar para vocês nesse vídeo, para mim é muito importante. Espero que para você também seja importante, que você tenha aprendido algo. Se você está assistindo esse vídeo pelo meu canal no Youtube, eu te convido a curtir o meu canal, a deixar um comentário. Se for pelo Facebook, a mesma coisa, curtir a página, deixar um comentário.

Esses comentários eu leio e posso fazer mais conteúdos, coisas melhores ainda sobre a língua francesa, sobre a cultura francesa e, sobretudo, de uma forma rápida para você aprender essa língua do glamour, essa língua apaixonante, que é o francês. E eu te deixo aqui com essa imagem maravilhosa ao fundo aqui, que eu estou… ao fundo tem o jet d’eau, que é o jato d’água aqui de Genebra e o Lac Lemán, e ao fundo mais montanhas, mais casas, eu te deixo com essa imagem maravilhosa e eu te vejo no próximo vídeo.

Se você não está no meu blog, aqui abaixo tem o link para você entrar no meu blog, para você colher conteúdo gratuito de francês, do original, de francês sem accent, sem sotaque, são de franceses locutores que gravam para mim na voz masculina e feminina e também vários conteúdos em PDF para você fazer o download, está OK?

Eu te vejo no próximo vídeo. Ciao, ciao.

VOCABULÁRIO:

Áudio Voz Masculina – L’audio Voix Masculine
Download Áudio Voz Masculina


Áudio Voz Feminina – L’audio Voix Féminine
Download Áudio Voz Feminina

eufalorfraces audio palavras video 15

Maintenant vous devez pratiquer!
Bonnes études et à bientôt…

SHARE
Previous articleVídeo Aula de Francês – O Pronome Y
Next articleVídeo Aula de Francês – As Formas de Usar o Gerúndio
Bonjour! Eu sou Brasileiro, e me mudei para Genebra em 2004 sendo o meu único idioma o português brasileiro. Depois de passar por dificuldades financeiras e até mesmo de saúde e, mesmo estudando de forma tradicional com gramática, verbos etc e não conseguir resultados, resolvi criar o meu próprio método de aprendizado. Assim tive resultados extraordinários e em 6 meses eu já estava falando fluentemente a língua francesa. Resolvi colocar em prática o meu método com outros idiomas e em alguns meses eu já falava também o Italiano, o Espanhol e o Inglês. Conclusão: FUNCIONA! Então me candidatei a ser professor voluntário na Universidade de Genebra UOG, para consolidar minha metodologia ensinando pessoas carentes e que necessitavam falar francês: Filipinos, Brasileiros, Bolivianos, Portugueses, Espanhóis, Japoneses,, Chineses, Indianos entre outros. Foi simplesmente indescritível toda cultura e riqueza em cada aula dada. Gratidão de ser o que sou: Professor de Francês para Adultos: A FALA EM PRIMEIRO LUGAR! À bientôt...